UM SITE PARA QUEM PRECISA DA VERDADE
MINISTÉRIOLIVROSCONFERÊNCIASCONTATO
PREGAÇÕESMEDITAÇÕESARTIGOSAUDIOBOOKPENSE NISSOLI E COMPARTILHO
PREGAÇÕES
Obrigado, muito obrigado! (50 min)

Mauro Clark - 07/08/2005
Dez leprosos gritaram a Jesus de longe, pedindo misericórdia. Jesus os mandou aos sacerdotes e, enquanto iam, ficaram curados. Em vez dos dez voltarem correndo até Cristo, cheios de gratidão, apenas um veio e O adorou. Alegre com a gratidão deste único, que era estrangeiro, Jesus não pôde deixar de extravasar a tristeza pela ingratidão dos nove judeus. Na pregação, muitas lições sobre gratidão e ingratidão a Deus.


Lucas 17.11-19

11De caminho para Jerusalém, passava Jesus pelo meio de Samaria e da Galiléia.

12 Ao entrar numa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez leprosos,

13 que ficaram de longe e lhe gritaram, dizendo: Jesus, Mestre, compadece-te de nós!

14 Ao vê-los, disse-lhes Jesus: Ide e mostrai-vos aos sacerdotes. Aconteceu que, indo eles, foram purificados.

15  Um dos dez, vendo que fora curado, voltou, dando glória a Deus em alta voz,

16  e prostrou-se com o rosto em terra aos pés de Jesus, agradecendo-lhe; e este era samaritano.

17  Então, Jesus lhe perguntou: Não eram dez os que foram curados? Onde estão os nove?

18  Não houve, porventura, quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro?

19  E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou.

 

Versículo 14: Mostrai-vos aos sacerdotes.

A Lei de Moisés determinava que se algum leproso fosse curado, deveria ir se mostrar ao sacerdote para receber uma declaração formal da cura.

Jesus sabia o que ia fazer e de antemão os mandou logo ir mostrar aos sacerdotes.

E eles foram. Certamente acreditaram que de alguma maneira Jesus poderiam curá-los.

 

Indo eles, foram purificados

Conseqüência direta da mais pura misericórdia de Jesus.

Duas observações:

1) Como Jesus fez o bem aqui!

Atos 10.37-38: Vós conheceis a palavra que se divulgou por toda a Judéia, tendo começado desde a Galiléia, depois do batismo que João pregou, como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele;

 

Quando foi a última vez que você parou e pensou: Tenho sido uma pessoa que faz o bem? Como? A quem? Com que freqüência?

Você pode até ser crente, mas se não for uma pessoa altamente benigna, está muito longe de ser imitador de Cristo.

 

2) Essa interferência benigna de Jesus foi do tipo que exigia obediência a uma ordem.

Algumas vezes Ele fazia o bem a quem nem pedia - como os que se alimentaram do milagre da multiplicação dos pães e peixes.

 

Ainda hoje Deus age assim conosco. Muitas coisas que temos, Ele nos deu sem pedirmos.

Mas outras vezes, antes de nos dar, Ele espera que façamos o que Ele mandou.

Quer comida na mesa? Peça e trabalhe.

Quer poder para resistir às tentações? Fuja delas.

 

Muitas coisas que você gostaria de ter e não tem é porque não fez o que Deus disse.

Fique certo de que se os leprosos não tivessem ido se apresentar aos sacerdotes, como Jesus mandou, teriam continuado com aquela doença terrível, talvez até a morte. 

 

4 O fato é que os leprosos obedeceram e foram imediatamente curados.

 

Enquanto eles estavam precisando de Cristo para receberem saúde, estavam juntos.

Mas depois da cura, dividiram-se em dois grupos.

Vejamos 4 características do primeiro grupo, dos nove:

 

Versículos 17-18

1) Eram judeus. Pela lógica eles é que deveriam ter voltado, pois deviam conhecer a revelação de Deus, a promessa do Messias, etc.

 

2) Foram ingratos. Ingratidão fere muito a Deus (aliás, a qualquer pessoa).

Moisés advertiu Israel contra a ingratidão como nação. Veja Deuteronômio 8.11-14.

E depois os repreendeu duramente: Veja Deuteronômio 32.5-6

 

A ingratidão dos homens a Deus foi denunciado por Paulo:

Romanos 1.20-21: Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato.

 

Essa, aliás, é uma passagem bem atual.

Os homens em geral sabem que há um Deus no céu, falam dEle, até Lhe dão graças, mas não O tratam como Deus! Sua atitude não é de criaturas gratas ao Criador, por tudo o que Ele fez e deu aos homens.

 

3) Os 9 foram curados da lepra, mas não das suas almas.

Depois de realizado o grande sonho de serem purificados daquela doença terrível, não quiseram mais saber de Cristo.

Mal sabiam que o que Cristo poderia fazer por eles era muito maior do que a cura física.

 

Amigo, não se limite a pedir a Cristo coisas apenas para esta vida, mesmo que sejam importantes (como a saúde de um filho, proteção, etc).

Mas se Deus lhe der, não O deixe de lado, satisfeito e feliz da vida.

Faça dessa misericórdia de Deus uma ponte para você chegar até Ele e resolver a pendência espiritual que você tem com Ele.

 

4) Esses que voltaram as costas a Cristo, eram 90% do grupo original.

Essa matemática combina bem com o que Jesus falou, dos muitos que entram pela porta larga e trilham o espaçoso caminho que conduz à perdição:

Mateus 7.13-14: Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela

 

Vejamos agora 4 características do 2º. grupo, que surgiu dos 10 ex-leprosos.

 

Versículos v.15-16,18-19:

Ora veja só: o grupo era composto apenas de um! Pois vejamos quatro pontos sobre ele:

 

1) Era estrangeiro, samaritano.

Pela lógica, ele deveria ser exatamente o único a não voltar. Os samaritanos não se davam com os judeus.

Jesus contrastou este único com os nove, talvez exatamente para mostrar que a lógica não funcionou aqui.

Ele disse para Nicodemos que a questão da salvação humana foge ao conhecimento e controle do homem: João 3.8

 

É um erro esperar lógica humana em assuntos espirituais.

Não é o que simpatiza com o Evangelho que será mais fácil de se converter, quando comparado com o que não quer nem ouvir e ainda xinga. Pode ser o contrário!

Moral desta observação: mostre uma vida santa a todos, pregue a todos, ore por todos. .

 

2) Ele foi o único grato.

A GRATIDAO a Deus é uma grande virtude humana.

A Bíblia nos exorta diretamente à prática da gratidão:

Colossenses 1.12: dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz.

 

Colossenses 3.15: Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos.

 

Além da exortação direta, a Bíblia contém vários exemplos de gratidão a Deus.

Vejamos alguns, identificando o MOTIVO da gratidão:

 

Salmo 68.19: Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação.

Davi foi grato porque Deus levava o fardo dele e do povo.

 

Salmo 119.62: Levanto-me à meia-noite para te dar graças, por causa dos teus retos juízos.

O salmista foi grato pelos retos juízos de Deus.

 

Daniel 2.23: A ti, ó Deus de meus pais, eu te rendo graças e te louvo, porque me deste sabedoria e poder; e, agora, me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este caso do rei.

Daniel foi grato porque Deus lhe deu sabedoria e revelou o sonho.

 

João 11.41-42: Tiraram, então, a pedra. E Jesus, levantando os olhos para o céu, disse: Pai, graças te dou porque me ouviste. Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste.

O próprio Jesus foi grato porque o Pai ouviu a oração dEle.

 

1Timóteo 1.12: Sou grato para com aquele que me fortaleceu, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me considerou fiel, designando-me para o ministério,

Paulo foi grato porque Deus o considerou fiel e o chamou para o ministério.

 

Você, irmão em Cristo, tem tido o coração grato a Deus? E pelo que, exatamente?

Espero que essa lista lhe estimule a agradecer a Deus por coisas específicas.

 

Mas, cuidado para não ser grato apenas de coração!

Deixe a sua gratidão extravasar do coração para os lábios. Isso é importante.

Romanos 10.9-10: Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação.

 

Claro que essa confissão a respeito da salvação contém um forte elemento de gratidão.

 

3) Além de grato, o homem tornou-se salvo!

Ele aproveitou a cura física para voltar a Jesus e O adorou. E foi salvo.

 

* No caso dos nove judeus, a cura foi um fim em si mesma.

  Pediram para ser curados, Jesus atendeu, e pronto! Devem ter pensado: Está tudo resolvido. Que engano!

* Para o samaritano, a limpeza da lepra foi apenas um MEIO para levá-lo à salvação da alma. E a alma é o maior bem que um homem possui.

 

4) O homem representava apenas 10% do total. Era o que passou pela porta estreita!

 

--------------------------

Finalizo com uma palavra a você, que é crente:

Não seja como Israel, que recebeu tanta coisa de Deus, foi escolhido par ser, num certo sentido, o Seu povo na Terra, mas não foi um povo grato.

Você é um eleito de Deus. Deus providenciou para que o Evangelho chegasse até você. Você foi salvo em Cristo e agora é um filho de Deus.

Pois seja profundamente grato a Deus por tudo isso.

Lembre-se disso sempre. Nos dias tristes e nos alegres; estando animado ou desanimado.

Sempre, conforme 1Tessalonicenses 5.18: Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.

 

Agora uma palavra você, ainda não salvo em Cristo.

Você crê que existe um Deus que criou tudo o que existe, inclusive você e seus amados? Ótimo. Mas está sendo grato a Ele por isso? Agradece por tudo o que você tem?

Se não, saiba que está ofendendo muito a Ele, por essa ingratidão.  

Porém, mesmo que você diga Sim, agradeço a Deus sempre, saiba que isso ainda é pouco. Você não vai encontrar salvação por ser grato a Deus pela sua existência e pelas coisas que Ele lhe proporciona.

Dê um passo além. Já que está agradecendo, aproveite para adorá-Lo!

E faça as pazes com Ele, através de Cristo. Aliás, tem de ser em Cristo, pois ninguém vai ao Pai senão por Cristo.

 

Que Deus nos abençoe a todos.

 

                                             - Amem -

 

 



Ministério Falando de Cristo
"... pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus." (1 Co 1.24b)
Receba os nossos boletins
Copyright 2004-2012. Todos os direitos reservados. http://www.falandodecristo.com